You are currently viewing Entrave entre condutores escolares e Secretaria pode ter desfecho nesta quarta-feira

Entrave entre condutores escolares e Secretaria pode ter desfecho nesta quarta-feira

Vereador Tonho tenta saída para conflito entre condutores e a pasta da EducaçãoO impasse entre donos de peruas escolares e a Secretaria Municipal de Educação de Ferraz de Vasconcelos poderá ser resolvido durante reunião nesta quarta-feira, dia 10, às 14h, na Câmara Municipal, no centro. Mediador do conflito, o vereador (foto) Antonio Carlos Alves Correia (PSD), o Tonho disse que os motoristas de vans escolares discordam da decisão que determina a retirada da criançada dez minutos antes do horário. O encontro foi acertado na segunda-feira, dia 08.

Ainda, segundo o parlamentar, na realidade, os condutores querem continuar podendo pegar os alunos a partir de 20 minutos antes do fim das aulas. “Em princípio, eles até aceitam a determinação da pasta da Educação, no entanto, desde que o ato passe a valer somente no ano que vem”, garante Tonho. Com medida imposta pela Prefeitura Municipal, os 40 profissionais alegam que estão sendo prejudicados, já que, têm acordo fechado com pais de estudantes.

Para  eles, falta bom senso a Secretaria Municipal de Educação para encontrar uma alternativa para o caso. Aliás, os motoristas criticam a titular da pasta, professora Maria Aparecida Cervan Vidal por não acatar a sugestão deles. Além disso, os condutores afirmam que a secretária  inclusive se negou a participar, recentemente, de uma reunião para discutir o assunto. Os profissionais, por sua vez, pedem também a Secretaria para que sinalize, corretamente, o local de estacionar em frente às escolas municipais para evitar, com isso, que alguns pais de alunos ocupem o mesmo espaço.

Em contrapartida, de acordo com os próprios transportadores, a Secretaria Municipal de Educação afirma que decidiu obrigar os motoristas a retirarem as crianças dez minutos antes porque a situação estava atrapalhando o cumprimento da grade curricular. Enfim, como os condutores começavam a pegar os estudantes até 25 minutos antes do horário de saída, a última aula não era dada de forma integral. A meta do encontro é buscar uma alternativa amigável para ambas às partes.