You are currently viewing Em reunião, CEI do Samu decide pedir cópia de perícia técnica à Polícia Civil

Em reunião, CEI do Samu decide pedir cópia de perícia técnica à Polícia Civil

Membros da CEI do Samu na primeira reunião de trabalhoEm sua primeira reunião de trabalho (foto), nesta sexta-feira, dia 15, a Comissão Especial de Inquérito (CEI) da Câmara Municipal de Ferraz de Vasconcelos para apurar suposta denúncia de fraude marcação de ponto eletrônico por médicos do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), no município, decidiu que vai pedir cópias da perícia técnica dos dedos de silicone e do inquérito a Polícia Civil local. Além disso, a CEI solicitará ainda o prontuário médico, a escala de plantão e a ficha funcional de todos os servidores do Samu, do último ano. Hoje, o órgão dispõe de 63 funcionários.

Contudo, dependendo do que será, devidamente, apurado, os membros da comissão inclusive não descartam a possibilidade de aprofundar o período de abrangência, ou seja, poderá analisar o que aconteceu no Samu havia mais de um ano. Em contrapartida, a CEI do Samu estuda ainda se vai pleitear, judicialmente, a quebra de sigilo bancários e telefônicos de suspeitos envolvidos na possível ilegalidade. Mas, tudo deverá ser feito com o máximo de critério para não embaralhar com o que está sendo analisado por outros órgãos.

Afinal de contas, além da investigação da CEI do Samu e da Polícia Civil, o escândalo estourado, no dia 10 deste mês quando a médica Thauane Nunes Ferreira, de 28 anos, fora flagrada pela Guarda Civil Municipal (GCM) utilizando moldes de silicone para assinalar o plantão de colegas, o caso também já é motivo de uma ação civil pública pelo Ministério Público (MP), de uma sindicância disciplinar pela Prefeitura Municipal e de uma autoria do Ministério da Saúde. Por sua vez, o Conselho Regional de Medicina (CRM) admite abrir um processo para averiguar a conduta de médicos suspeitos. Aliás, seis deles já foram afastados pela administração.

Depois de analisar o laudo da perícia técnica da Polícia Civil e o material sobre o cotidiano do Samu no último ano, a CEI começará a fase de depoimentos de suspeitos. O grupo presidido por, Roberto Antunes de Souza (PMDB) e relatado por Antonio Carlos Alves Correia (PSD), o Tonho, terá um prazo de 90 dias para concluir o relatório final, que, posteriormente, será enviado para as devidas providências às autoridades competentes. Compõe ainda a comissão, Marcos Antonio Castello (PDT), o Ratinho, Walter Marsal Rosa (PSB), o Valtinho do Ipanema, Ana Acilda Alves da Silva (PV), a Ana do PV e Claudio Ramos Moreira (PT) e Luiz Tenório de Melo (PR). A próxima reunião ocorre na quarta-feira, dia 20, às 09h.