Nicolas propõe a construção de escola de tempo integral

Em conversa recente com o prefeito de Ferraz de Vasconcelos, José Carlos Fernandes Chacon (PRB), o Zé Biruta, o presidente da Câmara Municipal, vereador Agílio Nicolas Ribeiro David (PSB) sugeriu ao gestor a construção de uma escola de período integral, na cidade. Pela recomendação dele (foto), o prédio seria edificado no terreno onde até pouco tempo funcionou a Escola Técnica Estadual (Etec), na Vila Jamil.

Segundo Nicolas, como o antigo imóvel fora completamente depredado por vândalos, logo após a transferência das atividades da Etec para o Jardim São João, no final de 2017, bastaria agora à municipalidade comprar a área, fazer a demolição dos escombros e, com isso, começar do zero um novo prédio da possível escola de tempo integral. Para ele, a medida seria, de fato, pensar no futuro da cidade.

O presidente destaca ainda que para executar a obra precisa somente de uma decisão política de Zé Biruta, já que dinheiro não seria o problema tendo em vista que a atual administração da cidade conseguiu equilibrar as finanças municipais e, portanto, tem recursos para investir em tal propósito. Por isso, ele acredita que a sua indicação não possui nenhum obstáculo para sair do papel.

Convém ressaltar que durante a gestão do então prefeito, Jorge Abissamra (PSB), o Dr. Jorge, a atual Escola Municipal de Ensino Fundamental (Emef) Professora Primorosa Jorge do Nascimento, na Vila Santo Antônio, já funcionou como unidade em regime integral. Na época, além de aulas regulares, os alunos faziam também atividades esportivas e culturais para completar a grade curricular.

O desejo do vereador Nicolas em vê de volta o funcionamento de uma escola de tempo integral na cidade foi revelado durante discurso na tribuna da Casa, na sessão ordinária, na segunda-feira, dia 11.  Além disso, o presidente também questionou o fato de o governo municipal não ter ainda repassado para estudantes o kit escolar. A alegação, de acordo com ele, seria porque a compra fora feita em parceria com o Estado.

E, neste caso, como o Palácio dos Bandeirantes enfrentou problemas para licitar a aquisição de material escolar para a rede estadual essa demora acabou refletindo na esfera municipal. Mesmo assim, Nicolas entende que a Prefeitura de Ferraz de Vasconcelos não deveria atrelar a compra do kit escolar a do Estado e, sim, efetuar a sua própria ata. Em contrapartida, ele compreende a lentidão, no tocante, ao uniforme.

Por Pedro Ferreira, em 13/03/2019.

Veja Também

Eliel concede título de cidadão ao pastor-presidente do Setor 27

O pastor-presidente da Igreja Assembleia de Deus, Ministério do Belém, em Ferraz de Vasconcelos, Euclides …