Marabraz questiona gastos no transportes no ano passado

A previsão orçamentária da Secretaria Municipal de Transportes e Mobilidade Urbana de Ferraz de Vasconcelos era de R$5,2 milhões, no ano passado. Por isso, o vereador José Aparecido Nascimento (PT), o Aparecido Marabraz apresentou um requerimento para saber, de fato, qual foi o investimento na pasta, em 2018. O documento do petista (foto) foi aprovado em única discussão na sessão ordinária, na segunda-feira, dia 11.

Nele, Aparecido Marabraz cobra que a Casa seja informada de forma especificada como foi feito cada empenho, se houve adiantamento para fins de pequenas despesas e quais foram elas. Para ele, o pedido objetiva dar mais transparência de gastos produzidos pela Secretaria Municipal de Transportes e Mobilidade Urbana durante todo o ano passado. “Aliás, trata-se de um setor destacado, em 2018, sobretudo, pela dedicação do titular, Antônio Carlos Alves Correia, o Tonho”, comenta.

Além dele, comungam do mesmo tipo de pensamento os vereadores Luiz Fabio Alves da Silva (MDB), o Fabinho, Renato Ramos de Souza (PPS), o Renatinho Se Ligue e Flavio Batista de Souza (PTB), o Inha. De um modo geral, na opinião deles, o secretário Tonho e sua equipe de auxiliares desenvolvem um excelente trabalho, no entanto, o pedido de informações de despesas na pasta não atrapalha em nada. “Na verdade, o requerimento é um instrumento de fiscalização de cada vereador”, garantem.

Além disso, na mesma sessão ordinária, o plenário também votou outro requerimento de Aparecido Marabraz solicitando explicação à empresa concessionária de energia elétrica sobre uma suposta cobrança a munícipes ferrazenses pela instalação de postes destinados as redes de distribuição. De acordo com o petista, esse tipo de serviço é de inteira responsabilidade da Bandeirante. Essa garantia está prevista na lei local nº 2.845, de 15 de maio de 2008.

Por Pedro Ferreira, em 13/02/2019.

Veja Também

Assistência Social apresenta balanço das atividades em 2018

Em cumprimento a lei local nº 3.256, de 11 de setembro de 2015, a Secretaria …