Poder Executivo empossa o Conselho Municipal de Transportes

Com mais de seis meses de atraso, apesar de inúmeras cobranças, sobretudo, do vereador Claudio Ramos Moreira (PT), finalmente, a Prefeitura de Ferraz de Vasconcelos nomeou os 16 integrantes do Conselho Municipal de Transportes (CMT). A cerimônia de posse (foto) ocorreu na quinta-feira, dia 31, no Palácio da Uva Itália, e contou além da presença do prefeito, José Carlos Fernandes Chacon (PRB), o Zé Biruta, de vereadores, entre eles, o presidente da Casa, Agílio Nicolas Ribeiro David (PSB) e secretários municipais.

Escolhido para discursar em nome do Poder Legislativo, Claudio Ramos (foto) disse que trata-se de um órgão muito importante para discutir, por exemplo, a questão do mobilidade urbana, na cidade. Na prática, avalia o petista, o colegiado recém-empossado tem o papel de representar os interesses de usuários do sistema de transporte público local e, ao mesmo tempo, deve usar como instrumento permanente o diálogo de um modo geral. Além disso, ele afirmou que o CMT poderá contar com o apoio da Casa. Claudio Ramos é o autor da emenda que sugeriu a criação do órgão, em 2017.

Já o secretário municipal de Transportes e Mobilidade Urbana, o ex-vereador Antônio Carlos Alves Correia, o Tonho destacou que a municipalidade demorou a escolher os membros do CMT, justamente, por ser um ato administrativo que exige muito critério e transparência. Por sua vez, Zé Biruta observou que os integrantes do órgão vão dividir com ele a decisão de aumentar nos próximos dois meses o valor da tarifa já solicitado pela empresa concessionária Radial. Além disso, o gestor anunciou que o CMT terá papel preponderante na concorrência do setor, em 2020.

Por outro lado, os 16 membros da entidade sendo oito do Poder Executivo e o restante da sociedade civil organizada, terão um mandato de dois anos podendo ser reconduzidos uma única vez. Eles não recebem renumeração, já que o trabalho é considerado como serviço público relevante. Nos próximos dias, o presidente do colegiado Fábio Mazieiro (foto) pretende fazer uma reunião extraordinária para definir a elaboração do Regimento Interno (RI). No fundo, o CMT tem 60 dias para concluir o documento.

A solenidade reuniu ainda os vereadores Antonio Marcos Atanazio (MDB), o Marcos BR, Hodirlei Martins Pereira (PPS), o Mineiro, Claudio Roberto Squizato (PSB). Já Renato Ramos de Souza (PPS), o Renatinho Se Ligue foi representado no ato por seu assessor parlamentar Bruno Silva. Da Prefeitura compareceram também os secretários da Cultura, Élio Tonalezi, da Fazenda, Silvana Francinete da Silva, de Governo, Lucas Pimenta, da Juventude, Esporte, Turismo e Qualidade de Vida, Francisco Pereira de Brito, o Dr. Tico e da Administração, Eduardo di Lascio.

Por Pedro Ferreira, em 01/02/2019.

Veja Também

Assistência Social apresenta balanço das atividades em 2018

Em cumprimento a lei local nº 3.256, de 11 de setembro de 2015, a Secretaria …