Vereadores definem emendas impositivas para a Saúde

Em reunião com a secretária da Fazenda, Silvana Francinete da Silva (centro), na segunda-feira, dia 03, na Câmara Municipal, no centro, os vereadores decidiram a apresentação de emendas impositivas ao orçamento ferrazense de 2019 para a área da Saúde. A principal delas refere-se à destinação de R$800 mil para a instalação de um Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), no Cambiri. O documento será assinado por um grupo de parlamentares.

Além disso, estuda-se ainda a elaboração de uma emenda impositiva de R$400 mil para a construção de um centro de fisioterapia, na Vila Santa Margarida. Essa alteração na peça orçamentária do município para 2019 partiu do vereador, Luiz Fabio Alves da Silva (MDB), o Fabinho. Aliás, há muitos anos o parlamentar tenta viabilizar a edificação desse tipo de equipamento público tão importante na reabilitação de pacientes para aquela tradicional região da cidade.

Já o vereador, Hodirlei Martins Pereira (PPS), o Mineiro prepara uma emenda impositiva de R$180 mil para a reforma do centro de fisioterapia situado, no Jardim Castelo. Por sua vez, os parlamentares, José Aparecido Nascimento (PT), o Aparecido Marabraz e Flavio Batista de Souza (PTB), o Inha, estão propondo uma de R$80 mil para a manutenção da Unidade Básica de Saúde (UBS) localizada na Vila Santo Antônio.

Ainda para o setor da Saúde está em curso à produção de uma retificação de R$200 mil na futura Lei Orçamentária Anual (LOA) em tramitação na Casa desde o final de setembro para garantir o bem-estar animal como, por exemplo, para a castração de cães e gatos, entre outras, medidas preventivas. A sugestão tem como autor o vereador, Claudio Roberto Squizato (PSB). Militante da causa, ele (canto) também lidera o processo pela construção do CCZ ao lado do Cemitério do Cambiri.

                                                           Teto

Com essas cinco emendas impositivas esgota-se a metade do percentual do limite de até 1,2% da receita corrente líquida do exercício anterior obrigatória para área da Saúde, o equivalente a cerca de R$1, 6 milhão. O outro restante poderá ser destinado para os setores de Educação, Cultura, Esporte e Segurança Pública, entre outros. No atual orçamento, os vereadores fizeram nove emendas, porém, apenas a que direcionou R$90 mil para a castração de cães saiu do papel.

Por Pedro Ferreira, em 04/12/2018.

Veja Também

Rose apresenta emenda para garantir o conserto de quadra

Construída na segunda metade da década de 90, a quadra poliesportiva situada na Pedro Leite, …