Projeto que incentiva a doação de sangue integrará calendário

A Câmara Municipal de Ferraz de Vasconcelos acaba de aprovar em segundo turno o projeto de lei que dispõe a instituição do “Junho Vermelho” no calendário de eventos oficiais do município. A medida para incentivar a doação de sangue deverá ser sancionada pelo Poder Executivo, em breve. A oficialização da campanha na cidade foi proposta pelo vereador (foto) Agílio Nícolas Ribeiro David (PSB).

O texto deixa a critério do governo municipal a adoção de ações voltadas para a promoção de parcerias com a iniciativa privada e demais entidades interessadas em participar do “Junho Vermelho”. Neste caso, seria formada uma corrente do bem, ou seja, o desenvolvimento de programas especiais com o objetivo de atrair não doadores e, ao mesmo tempo, manter os atuais em pleno gesto de amor ao próximo.

Na matéria, o autor ressalta que no dia 14 de junho é comemorada a data mundial do doador de sangue que tem por finalidade aumentar o grau de consciência da necessidade de componentes sanguíneos seguros e agradecer a todos os ofertadores. No fundo, o Dia Internacional do Doador representa um alerta para a importância e a contribuição voluntária de salvar vidas e, com isso, melhorar a qualidade de muitos doentes. Para especialistas, cada bolsa coletada pode beneficiar quatro pessoas.

O movimento “Junho Vermelho” já ocorre em grandes cidades como, por exemplo, São Paulo, Rio de Janeiro e Curitiba (PR) e Brasília (DF), onde pontos turísticos são iluminados na cor vermelha para simbolizar e ser um indicativo as pessoas doarem sangue de forma contínua. A ideia apareceu, em 2011, em São Paulo. Na época, a campanha foi lançada pelas irmãs Debi Aronis e Diana Berezin. Três anos depois, a iniciativa expandiu-se para todo o País.

                                                                  Insuficiente

No Brasil, apenas 2% da população contribui, o ideal seria, no mínimo, 5%. No inverno, o número de doações cai em torno de 30%. A queda é atribuída à baixa temperatura e o crescimento de infecções respiratórias e de outras doenças. Além disso, em momentos de férias e feriados prolongados acontecem inúmeros acidentes nas estradas e termina refletindo na redução do líquido nos hemocentros. Em razão disso, o Ministério da Saúde recomenda que a doação seja feita antes de viajar.

Por Pedro Ferreira, em 17/10/2018.

 

 

Veja Também

Nicolas questiona o possível fechamento de creche

Alertado por um grupo de mães preocupadas com a situação, o vereador Agílio Nicolas Ribeiro …