Renatinho propõe a convocação de secretários municipais

Depois de muita discussão, na sessão ordinária, na segunda-feira, dia 3, a Câmara Municipal de Ferraz de Vasconcelos aprovou a convocação dos secretários municipais de Obras, Planejamento Urbano, Saneamento, Verde, Meio Ambiente e Habitação, Antônio Carlos dos Santos Ferreira, o Carlinhos, de Fazenda, Silvana Silva, e de Assuntos Jurídicos, Bruno Daniel a prestarem esclarecimentos a Casa. A ideia partiu do vereador (foto) Renato Ramos de Souza (PPS), o Renatinho Se Ligue.

De acordo com o requerimento, os titulares das quatro pastas do Poder Executivo e, sobretudo, o de Obras, deverá ser questionado por vereadores sobre quais obras estão inacabadas entre a Prefeitura Municipal e os governos estadual e federal. Além disso, secretário precisará dar uma previsão da entrega e como está o andamento de serviços executados em parceria com os Palácios dos Bandeirantes e do Planalto. O secretário de Governo também consta na lista de convocados, porém, o cargo encontra-se vago.

Os convocados vão detalhar quantos empreendimentos imobiliários privados foram autorizados na cidade desde o ano passado até a presente data e se existe um planejamento para atender toda demanda de futuros moradores, ou seja, a construção de postos de saúde, de creches, escolas e a criação de linhas de ônibus. A Casa questionará ainda quais medidas estão sendo adotadas a cerca de terrenos particulares que apresentam irregularidades e o número de multas aplicadas desde 2017.

Na segunda-feira, os vereadores aprovaram também o chamamento da secretária municipal da Educação, Valéria Eloy da Silva Kovac, assim como, dos colegas citados acima para falar a respeito da entrega do uniforme escolar, da construção, da manutenção de escolas locais, de compras, de contratos, de convênios firmados com os governos estadual e federal e de processos de licitação em andamento. Para Renatinho Se Ligue, a estratégia de convocar os secretários objetiva evitar desculpas esfarrapadas, isto é, um jogar a culpa no outro. “Trata-se de um governo sem diálogo”, diz.

Por Pedro Ferreira, em 04/09/2018.

Veja Também

Nicolas questiona o possível fechamento de creche

Alertado por um grupo de mães preocupadas com a situação, o vereador Agílio Nicolas Ribeiro …