Vereador Primo Ceará morre de infarto fulminante aos 58 anos

O vereador de Ferraz de Vasconcelos, Lairton Dantas Pessoa (PRB), o Primo Ceará (foto) morreu de infarto fulminante, na manhã deste sábado, dia 14. O parlamentar, de 58 anos, sentiu-se mal em sua casa, no Jardim Castelo, quando se preparava para viajar com a família a Campos do Jordão, no interior paulista. Apesar de ter sido socorrido até o Hospital Regional Dr. Osíris Florindo Coelho, na Vila Corrêa, Primo Ceará veio a óbito por volta das 7h30.

O velório do vereador aconteceu na Câmara Municipal, no centro, e seu o sepultamento ocorreu na manhã de domingo, dia 15, no Cemitério Parque do Cambiri. O parlamentar exercia o seu primeiro mandato eletivo e durante a sua breve carreira política no Legislativo fez da simplicidade a sua principal característica. Na prática, em quase 14 meses no exercício do cargo, Primo Ceará raramente usou a tribuna da Casa. Mesmo assim, sempre em parceria com o colega da bancada do PRB, José Nelson Ferreira, o Pastor Nelson, apresentou dois projetos de lei.

O primeiro proíbe o corte no fornecimento de energia e de água, respectivamente, pela Bandeirante e Sabesp, das 12h de sexta-feira até às 8h de segunda-feira. Além disso, o texto veta o desligamento também das 12h do último dia útil antes de qualquer feriado nacional, estadual e municipal e ponto facultativo até às 8h do primeiro dia útil subsequente. Já a segunda matéria recém-aprovada pelo plenário obriga a Sabesp a instalar válvulas ventosas para evitar problemas de ar aprisionado nas redes de abastecimento.

Em sua primeira eleição municipal, em 2016, Primo Ceará obteve 1.030 votos nas urnas alcançando, portanto, a 11ª colocação de um total de 17 cadeiras na Câmara Municipal. O vereador apesar do seu apelido não era cearense nato. Na verdade, ele nasceu,  em São Miguel (RN), no entanto, desde criança morou na cidade de Senador Pompeu (CE), daí a origem do seu apelido. No início dos anos 80, foi mais um retirante nordestino que veio para São Paulo tentar a sorte fixando residência, no Jardim Brasil, na zona norte da capital paulista. Na época, trabalhou inicialmente como metalúrgico.

Batalhador, em 1990, resolveu mudar-se para Ferraz de Vasconcelos. Na cidade, abriu um pequeno barzinho e com o passar do tempo acabou sendo transformado em um  estabelecimento comercial (mercado), no Jardim Castelo. Ele deixa esposa Erivanda Sousa com quem casou-se, em 1984, e os filhos Thiago, Rafael e Larissa. No Legislativo, será substituído pela professora Roseli Aparecida Messias Ferreira (PRB), a Rose Fitness. Em nome da Câmara Municipal, o presidente Flavio Batista de Souza (PTB), o Inha lamenta o falecimento precoce de Primo Ceará.

Por Pedro Ferreira, em 14/04/2018.

Veja Também

Ex-vereador volta a Casa para ser homenageado como secretário

O ex-vereador por dois mandatos consecutivos, de 2009 a 2016, Antônio Carlos Alves Correia, o …