Fabinho elogia prefeito por costurar acordo com o INSS

Vereador de seis mandatos eletivos, fato que o qualifica como o maior detentor de cargos na atual legislatura da Câmara Municipal de Ferraz de Vasconcelos, Luiz Fabio Alves da Silva (PMDB), o Fabinho (foto) tem por hábito usar a tribuna da Casa para expor o seu ponto de vista sobre assuntos relativos ao cotidiano da administração pública local. Em geral, costuma dar as suas pitadas, de preferência, para criticar falhas pontuais do gestor, porém, na sessão ordinária, na segunda-feira, dia 17, ele aproveitou para reconhecer o esforço do prefeito, José Carlos Fernandes Chacon (PRB), o Zé Biruta, por estar prestes de renegociar a dívida de quase R$200 milhões com o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).Segundo ele, o acordo com o órgão federal poderá ser fechado nas próximas semanas e, com isso, a municipalidade voltará a ter o seu nome limpo na praça, ou seja, vai reconquistar o direito a receber a sua Certidão Negativa de Débito (CND) que vem prejudicando a cidade desde as gestões dos ex-prefeitos, Jorge Abissamra (PSB), o Dr. Jorge, Acir dos Santos Filló (sem partido), o Acir Filló e José Izidro Neto (PMDB).  Para Fabinho, agora o mérito fica creditado a Zé Biruta, já que os administradores anteriores não tiveram coragem de ajustar a dívida como precisa ser feita. “Aliás, eles até acertaram o parcelamento, todavia, pagaram alguns meses e deram o calote”, diz.

No fundo, esse tipo de atitude política acabou produzindo um prejuízo incalculável ao município tendo em vista que sem ter a CND Ferraz de Vasconcelos perdeu parcerias por não prestar contas, permanece não conseguindo celebrar novos convênios com o governo estadual e com a União. Além disso, a cidade continua impedida de receber ajuda financeira especifica por meio de emenda parlamentar estadual ou federal para, por exemplo, construir um posto de saúde, uma escola, instalar uma academia ao ar livre e comprar algum equipamento para utilizar na saúde ou em outro departamento. “Nesse ponto, o atual prefeito vem tentando resgatar a credibilidade, o que não está sendo nada fácil”, analisa Fabinho.

Além de exaltar o fato de o chefe do Poder Executivo ao determinar a sua equipe da Secretaria Municipal da Fazenda, liderada pela titular Silvana Francinete da Silva a concentrar esforços para conciliar a dívida com o INSS, Fabinho também elogiou Zé Biruta por pagar em dia o salário dos mais de três mil servidores, o que é, na realidade, uma obrigação de qualquer gestor, contudo, os ex-prefeitos da cidade não priorizavam a folha de pagamento. “Na realidade, sou um crítico ferrenho do jeito como o prefeito comanda a cidade, isto é, não fechando buracos, por exemplo, mas não posso ser injusto com o que é certo”, garante Fabinho. Seguramente, o maior erro até agora está na comunicação com o povo e no relacionamento com o Legislativo.

Por Pedro Ferreira, em 19/04/2017.

Veja Também

Assédio sexual contra a mulher terá semana de conscientização

O assédio sexual contra a mulher será o tema de uma semana de combate ao …