Aurelio Alegrete propõe a adoção do Programa Leve Leite em escolas municipais

Vereador Aurelio Alegrete defende a adoção do Programa Leve LeiteCrianças matriculadas em Escolas Municipais de Educação Infantil (Emeis), de Ensino Fundamental (Emefs), de Ensino Infantil e Fundamental (Emeifs) de Centros de Educação Infantil (CEIS) e de unidades conveniadas com a Secretaria Municipal de Educação de Ferraz de Vasconcelos poderão ser beneficiadas com o Programa Leve Leite. A criação do projeto social em prol de famílias carentes locais foi proposta a Prefeitura Municipal pelo vereador (foto) Aurelio Costa de Oliveira (PPS), o Aurelio Alegrete, na sessão ordinária, na segunda-feira, dia 01.

Na sugestão, o vereador justifica que a maioria das crianças não recebe em suas casas uma refeição necessária e, ao mesmo tempo, adequada. Aliás, muitas inclusive vão à escola sem ao menos tomar um simples copo de leite. Por isso, Aurelio Alegrete considera, extremamente, importante a adoção do Programa Leve Leite pela administração municipal, em breve. A medida premiaria com uma alimentação complementar alunos matriculados na rede municipal de ensino. Um dos critérios para poder receber o benefício seria o da assiduidade do estudante.

Na prática, de acordo com o vereador Aurelio Alegrete, a instituição do Programa Leve Leite possui duas finalidades fundamentais, isto é, incentivar as crianças a participarem das aulas e contribuir para melhorar a sua alimentação diária de maneira saudável. “A nossa indicação poderá fazer frente ao combate à desnutrição, favorecendo assim o bom desenvolvimento físico e mental da nossa população infantil”, afirma. Por tratar-se de uma iniciativa, altamente, positiva em benefício de moradores carentes locais, ele acredita que a sua proposta será analisada com carinho pelo governo municipal.

Em São Paulo, desde 2009, o leite é entregue aos alunos de Emeis e Emefs pelos Correios. Já as crianças atendidas em creches recebem o produto na própria unidade. Com o fornecimento em casa, os estudantes não precisam mais carregar suas latas e, consequentemente, as escolas não necessitam mais fazer o estoque do alimento em suas dependências. Na capital paulista, a entrega do leite é bimestral e por faixa do Código de Endereçamento Postal (CEP). Lá, cada aluno tem direito a ganhar dois litros do produto por mês. O programa beneficia mais de 900 mil  estudantes.

Veja Também

Vereador Luiz Tenório (microfone) fala em nome da Câmara na inauguração de posto de saúde no Yone

Tenório representa a Câmara na inauguração de posto de saúde

O vereador (microfone) Luiz Tenório de Melo (PR) representou a Câmara Municipal de Ferraz de …